Arquivo de Novembro, 2009

28
Nov
09

Vamos ajudar a Carmenzita…

Este doce chama-se Carmen, tem 4 anos. Em Agosto descobriu que tem leucemia mieloblástica aguda. Por esta razão precisa de um dador compatível de medula óssea.

Hoje fui à igreja Paroquial de Santa Maria de Avioso para fazer a dádiva de sangue, estavam lá centenas de pessoas solidárias com a pequena Carmenzita…

Venho pedir a todos que também o sejam.  É tão importante que participemos, para isso só precisam de consultar:

C.H. do Norte – tlf. 225573470 ou o site: http://www.chnorte.min-saude.pt/

C.H. do Centro – Tlf. 239480700 ou o site: http://www.histocentro.min-saude.pt/

C.H. do Sul – Tlf. 217504100 ou o site: http:/www.chsul.pt

Por favor, são 10 minutos do nosso tempo. E quem sabe que podemos ser nós a salvar uma vida em 10 minutos.

 

– 9 DE DEZEMBRO LISBOA (A partir das 8h) – Novotel, na Avenida José Malhoa, 11-A
– 12 de Dezembro SINTRA/MEM MARTINS (9h às 13h) – Bombeiros Voluntários

– 13 DE DEZEMBRO CALDAS DA RAINHA (11h às 17h) – Cruz Vermelha Portuguesa (Delegação das Caldas da Rainha, Rua Cardeal Alpedrinha, 33 (Bairro dos Arneiros)
– 15 DE DEZEMBRO LISBOA /CARNIDE (15h às 19h) – ISLA Instituto Superior de Línguas e Administração

26
Nov
09

Eliminada…

Pois  é amigos, fui eliminada do grupo dos dadores de sangue. Vai uma rapariga cheia de coragem e vontade, diga-se mais vontade do que coragem, e vim de lá  com um carimbo de eliminada.

Eu conto…

Os escoteiros de Leça da Palmeira juntamente com o Instituto Português de Sangue, resolveram, e muito bem, fazer uma campanha para o povinho de Leça e arredores ir lá fazer a boa acção do dia, do mês , e/ou alguns do ano.

Uma iniciativa que até achei bastante piada, por um lado porque ja fui escuteira e por outro lado porque ia poder fazer aquilo que já tinha em mente há algum tempo: doar sangue.

Ora lá fomos nós, 3 ao todo, chegamos lá, preenchemos uma folha com os nossos dados e bora lá ao SR. Dr., e foi mesmo aí que fiquei pelo caminho. Pergunta-me se já levei transfusões, se já tive filhos e mais algumas coisas e a resposta foi sempre negativa. Até que estava ele  prontinho para me dar a ficha quando aqui a menina se lembra de dizer que “… ah e tal tenho é as plaquetas um pouco baixas, mas nada de maior…”, ele olha para mim, olha não, fulmina-me e diz “… no puedes doar sangue, no tienes para ti e quieres doa-lo?…” e  eu oh que caraças, queres ver que este medico espanhol ( até ele me dizer isso nunca tinha reparado que ele era espanhol) vai-me fazer perder a oportunidade de fazer a única boa acção do ano??

E foi,  pega na folha e pimbas, carimbo de eliminado… Eu ainda tentei, disse que me sentia bem, que não são assim valores tão graves, mas não consegui nada, ele só abanava com a cabeça e dizia ” No, no puedes…”

Por isso, que fique aqui bem explícita a minha revolta, eu queria, queria mesmo, mas não me deixaram…. Está dito!!